Return to site

Número de peças em São Paulo supera o de séries na Netflix!

· Cultura,Pesquisas e Estudos,Teatro,São Paulo,pesquisa

A capital paulista abrigou ao menos 1.638 peças em 2018, segundo a maior pesquisa sobre o tema já feita na cidade, o Mapeamento da Produção de Teatro de São Paulo, da JLeiva Cultura & Esporte. O número é superior ao de séries oferecidas no catálogo brasileiro da Netflix (950, segundo este levantamento). Como os espetáculos tiveram, em média, uma hora e dez minutos de duração, o espectador que se dispusesse a encarar, sem interrupções, a maratona de apresentações cênicas do município precisaria ficar acordado por quase 80 dias.7

“É o retrato de um setor pujante, que envolve milhares de profissionais e leva autores diversos – em grande parte, brasileiros – a espaços tão diferentes quanto shoppings e CEUs”, resume o diretor da JLeiva, João Leiva.

Como foi feita a pesquisa?

Ao longo de 2018, nossa equipe acompanhou diversos guias de programação teatral, coletando informações básicas como: nome da peça, local de apresentação, número de apresentações por semana, horários, atores, atrizes, diretores etc. Em seguida, conferiu e complementou informações junto a sites e perfis das peças em redes sociais (quando havia) e com produtores (cuja taxa de resposta nem sempre foi alta).

O que ela mostra sobre a produção teatral de São Paulo?

A cidade teve, no ano passado, 15.348 apresentações – uma média de 42 por dia. É uma enormidade, mas muitas peças se apresentam pouco: 73% foram encenadas até 10 vezes na capital, o que indica uma grande rotação de espetáculos.

Mais de um quarto das peças são gratuitas – os CEUs recebem boa parte delas (43%).

Quantas pessoas trabalham nas peças?

A pesquisa colheu dados mais completos (a partir dos guias) de três tipos de profissionais. Entre homens e mulheres, registramos 4.096 atores, 1.136 diretores e 1.209 produtores. Cerca de um terço das produções ainda responderam sobre cenógrafos (690 ao todo), figurinistas (670) e iluminadores (507). Ou seja, somando-se apenas esses profissionais, mais de 8 mil pessoas estiveram envolvidas na montagem dos espetáculos.

Os teatros estão mais presentes nas regiões centrais?

De maneira geral, sim. O mapeamento encontrou 277 lugares em que foram encenadas peças na cidade de São Paulo em 2008. A maior parte deles, teatros (espaços que abrigam predominantemente peças de teatro) e centros culturais (espaços multiusos, não exclusivos de artes cênicas). Há ainda apresentações em Sescs, CEUs, Sescs, Shoppgins, espaços públicos abertos (como ruas e praças) oficinas, escolas e fábricas de cultural (veja o quadro abaixo). De modo geral, os teatros ficam mais próximos às regiões centrais. CEUS, centros culturais (em especial as Casas de Cultura) e, em menor medida, os Sescs estão distribuídos também em outras partes do município.

Juntos, esses espaços têm capacidade para receber 69.399 pessoas – mais que o estádio Morumbi.

O que é mais apresentado nos palcos paulistanos?

As produções são mais voltadas para adultos (69%). Destas, drama e comédia são maioria –respondem, respectivamente, por 52% e 27% das peças e 46% e 33% das apresentações para esse público. Em seguida, vêm musicais (9% das peças, 13% das apresentações), stand-up (6% e 3%) e monólogo (6% e 5%).

Na grande maioria das vezes (77%), o texto encenado é de um brasileiro – ao todo, foram identificados 1.350 autores. O campeão dos palcos, porém, é o britânico William Shakespeare (22 peças). Logo depois vem o brasileiro Nelson Rodrigues (13), seguido por autores estrangeiros de textos geralmente voltados ao público infantil: Charles Perrault (12) e os Irmãos Grimm (10).

O trabalho continua! Aproveitamos para dividir com você o questionário do Mapeamento Teatral referente ao ano de 2019.

Se você faz parte de alguma produção ou conhece alguém que faça, não deixe de participar respondendo e compartilhando a pesquisa.

Para mais informações sobre o projeto, entre em contato pelo e-mail: mapeamento@jleiva.com.br

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OK