· Cases,Samsung,Serviços Empresas,Cultura,Teatro

Como uma empresa pode usar música para se comunicar com jovens antenados com tecnologia? Foi esse o desafio que a Samsung propôs à JLeiva Cultura & Esporte no final de 2015, quando contratou a consultoria para formatar a plataforma que receberia o nome de Samsung Conecta, criada para proporcionar experiências por meio da música, dos esportes e da tecnologia.

Como uma empresa pode usar música para se comunicar com jovens antenados com tecnologia? Foi esse o desafio que a Samsung propôs à JLeiva Cultura & Esporte no final de 2015, quando contratou a consultoria para formatar a plataforma que receberia o nome de Samsung Conecta, criada para proporcionar experiências por meio da música, dos esportes e da tecnologia. Uma das missões da JLeiva era montar uma programação com atrações que dialogassem com o público-alvo. Os eventos deveriam ocorrer de agosto a novembro do ano seguinte, na cidade de São Paulo.
 
“A Samsung já trabalhava com eventos voltados para um público mais velho. Agora, ela desejava se comunicar com um pessoal de até 25 anos que tivesse o papel de influenciador em seu meio, ou seja, que antecipa tendências e é seguido pelos demais”, explica o coordenador de patrocínio na JLeiva, Tiago Porto.
 
Para chegar à programação ideal, a consultoria recorreu à pesquisa “Cultura em SP: Hábitos Culturais dos Paulistas”, realizada em 2014. O levantamento havia identificado que a preferência por rock e MPB crescia entre jovens paulistanos das classes A e B que acessavam a internet com frequência.
 
Com esses dados em mãos, a JLeiva saiu em busca de projetos culturais — já aprovados na Lei Rouanet — que apresentassem uma linguagem inovadora, unindo música e tecnologia. MIS (Museu da Imagem e do Som) e SP_Urban Digital Festival foram chamados para participar da iniciativa.
 
“O MIS dedicou e adaptou parte de sua programação musical para esse público, promovendo, por exemplo, edições especiais do Estereo MIS, em que artistas consagrados convidavam artistas promissores para shows inéditos e únicos (Edgard Scandurra com Silvia Tape, Céu com Aninha Martins e Karina Buhr com Mano Moneys). Já o SP_Urban, festival de artes digital, contou com performances ao vivo de video mapping em apresentações musicais em locais como Mirante 9 de Julho e Auditório Ibirapuera”, diz Tiago.
 
Com um orçamento de R$ 2,2 milhões, a edição 2016 do Samsung Conecta contou com mais de 20 apresentações artísticas e 14 eventos gratuitos. As atrações, que incluíram ainda shows das bandas goianas Boogarins e Carne Doce, reuniram cerca de 25 mil pessoas.
 
Além de alimentar a plataforma, a JLeiva cuidou das negociações para exposição de marca junto aos produtores e fez os registros fotográfico e videográfico das apresentações, produzindo um relatório em vídeo com os destaques ao longo da programação.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly